Presidência da União Europeia diz que eleições iranianas não foram “nem livres, nem justas”

Março 16, 2008

16.03.2008 – 11h20 AFP

As eleições legislativas no Irão “não foram nem livres, nem justas”, declarou hoje a presidência eslovena da União Europeia (UE), num comunicado divulgado em Bruxelas.

A UE manifesta a “sua profunda preocupação com o facto dos processos eleitorais na República Islâmica do Irão terem ficado aquém dos padrões internacionais e que o processo eleitoral não tenha permitido eleições verdadeiramente concorrenciais”, escreve a presidência eslovena.

O bloco europeu lamenta a desqualificação, antes da votação, de um grande número de candidatos reformadores. Estas exclusões “constituem uma clara violação das normas internacionais”, acrescenta.

“O povo iraniano merece poder fazer uma verdadeira escolha democrática sobre o futuro do seu país”, conclui.

Segundo os resultados ainda parciais das legislativas de sexta-feira, os conservadores conseguiram 71 por cento dos 290 assentos do próximo Parlamento iraniano. A taxa de participação terá rondado os 60 por cento.

%d bloggers like this: