Europa não está ameaçada, de momento, por uma recessão

Março 18, 2008

17.03.2008 – 17h39 | Por AFP

O FMI defende que a apreciação do euro contra o dólar não terá tanto efeito na Europa como se poderia antecipar
A Europa não está ameaçada, de momento, por uma recessão, mesmo que o Fundo Monetário Internacional (FMI) venha a rever em baixa as suas previsões de crescimento para a região, avançou hoje Michael Deppler, director do fundo para a Europa.

Para o economista, a apreciação do euro contra o dólar é um factor negativo para o crescimento europeu, mas não terá tanto efeito como se chegou a temer.

No entender de Michael Deppler, o maior problema reside no “nível do euro face às moedas asiáticas” e não tanto entre o câmbio do euro/dólar. E passa a explicar. “Uma parte da exposição da Europa ao risco de câmbio não é face aos EUA mas sim a outros países” de zonas emergentes, em particular da Ásia, acrescentando que estas moedas asiáticas deviam “apreciar-se muito mais do que o fazem face ao dólar, o que retiraria a pressão sobre o euro”.

Michael Deppler aponta baterias para o yuan chinês, que no seu entender se encontra artificialmente subavaliado e cujo valor se encontra ligado ao dólar.

Apesar da apreciação acentuada do euro contra o dólar, que hoje voltou a bater um novo recorde acima dos 1,59 dólares, o técnico do FMI destaca o desempenho favorável das exportações europeias, mesmo neste ambiente agressivo, “tanto em volume como nos preços”.

%d bloggers like this: